Carro é incendiado e dois jovens estão desaparecidos em Petrópolis

26 / 11 / 2013

A Polícia Militar de Petrópolis encontrou um carro incendiado, na manhã de ontem, na Estrada do Rocio, onde poderiam estar dois jovens desaparecidos moradores do município vizinho (Areal). Os jovens saíram de casa com o carro, no último sábado, dia 23, e desde então não foram mais vistos. O Corpo de Bombeiros esteve no local e agentes realizaram a busca pelos arredores, mas os meninos não foram encontrados, apenas a carcaça do veículo.

Ford Fiesta foi encontrado carbonizado na Estrada do Rocio. (Foto: Divulgação)

Ford Fiesta foi encontrado carbonizado na Estrada do Rocio. (Foto: Divulgação)

De acordo com os familiares, o jovem de 17 anos pegou o carro da família, um Ford Fiesta, sem autorização, e saiu da casa onde mora após receber uma ligação, por volta das 19 horas. Ele e um amigo, que tem 18 anos e também é morador de Areal, saíram e desde então não deram mais notícias às famílias. Os telefones móveis deles estão desligados. Segundo a Polícia, o menor tem passagem por tráfico de drogas, mas não faz ligação do problema com o desaparecimento.

O carro foi encontrado na entrada da Estrada do Rocio. No local havia também marcas e pedaços de objetos incendiados, provavelmente partes do veículo, que foi deixado a cerca de 150 metros de onde foi encontrado. De acordo com a perícia, atearam fogo no carro e deixaram descer a ladeira até atingir um barranco. Próximo ao local também foi encontrado um galão, onde estaria a gasolina. Segundo testemunhas, o veículo estava pegando fogo no local no domingo de manhã, dia 24, mas a Polícia não foi avisada sobre o fato.

Um perito da Polícia Civil também esteve no local, coletando dados. O carro chegou a ser desmontado pelos bombeiros, junto com a perícia, para encontrar algum objeto ou identificação que possa ajudar nas investigações.

Segundo a família, o pai do jovem estava a caminho do Rio de Janeiro, no início da tarde de ontem, para tentar encontrá-lo, quando resolveu parar na DPO do Bingen, que fica próxima ao pórtico, e relatou  o desaparecimento. Os policiais então fizeram a ligação do veículo incendiado com os jovens sumidos.

O responsável pelo menor foi encaminhado até o local, reconheceu o veículo e acompanhou as buscas. O homem estava muito abalado e não quis dar entrevistas, mas chegou a dizer que o filho estudava e trabalhava com ele como ajudante de pedreiro em Areal.

O caso foi registrado na 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro, e as buscas pelos jovens desaparecidos continuam.

Fonte: Tribuna de Petrópolis
Por Ariane Nascimento